domingo, 29 de novembro de 2015

HABITAÇÃO

Há alguns anos, estimava-se que a cidade de Upanema tinha 1.280 prédios, entre comerciais e residenciais.

Essa informação foi retirada da minha velha apostila sobre a cidade.

Acredito que esse número é muitas vezes superior, tendo em vista que houve muitas construções de casas residenciais, sejam aquelas do governo federal, em parceria com o município ou construídas através de financiamentos ou recursos próprios.

Dados não oficiais dizem que somente no governo Jorge Luiz houve um contingente de 800 casas.



sábado, 21 de novembro de 2015

LOCALIZAÇÃO DE UPANEMA

Oeste do Rio Grande do Norte. Médio-Oeste.

Tem os seus limites da seguinte maneira:

Ao norte, Mossoró e Governador Dix-Sept Rosado;ao sul, Campo Grande;ao leste, Assu e a oeste, Caraúbas.

sábado, 14 de novembro de 2015

POPULAÇÃO DE UPANEMA

Em 2000, o município possuía 10.993 habitantes, sendo 5.039 habitantes na zona urbana com 2.553 homens e 2.486 mulheres e 5.954 habitantes na zona rural, com 3.204 homens e 2.750 mulheres.

Em 2010, segundo o IBGE, tínhamos 12.992 habitantes. E em 2015, 14.282 habitantes.


segunda-feira, 2 de novembro de 2015

HISTÓRICO DE UPANEMA

A história do início de Upanema até onde os vivos ainda podem contar é esta:

Nossos primeiros habitantes, como os do Brasil, foram índios. Aqui foram os Pegas, cujo local de aldeamento denominava-se Baixa das Tropas a 2,5 km de distância da sede do município. 

O território recebeu os primeiros povoadores por volta de 1750, entretanto, somente em 1867, foi que Padre Adelino de Brito Dantas principiou o povoado, tendo naquele ano sob uma árvore, celebrado a primeira missa, vindo logo após a  construir uma capela de Taipa, tendo como orago Nossa Senhora da Conceição, cuja imagem permanece até os dias atuais em uma capela maior, construída de alvenaria, obra esta, edificada graças aos esforços e abnegação de alguns filhos do lugar.

Durante vários anos o povoado teve as denominações de Curral da Várzea, Rua da Palha, Conceição de Upanema, e hoje, finalmente, o Upanema.

A etimologia de Upanema

Não há consenso entre os historiadores sobre a origem do nome Upanema.Uns dizem que é uma corruptela de Panema (água má, imprestável, sem peixe). Ou Caminho de Curvas, na ótica do professor e historiador Josafá Inácio da Costa. Os termos PE e NEMA dariam esse significado, visto que NEMA quer dizer sinuoso, curvo.

(Texto de uma velha apostilha sobre a história de Upanema)

sábado, 24 de outubro de 2015

JAIME AMERICANO





Na época que Jaime Americano esteve em Upanema a situação da nossa cidade era bem diferente. Transporte para Mossoró não era fácil. Viajar para lá só por necessidade. Existiam apenas os mistos, caminhões que faziam a linha uma vez por dia. O mesmo saía por volta de cinco horas da manhã e retornava só à tarde. Quem perdesse esta condução daqui para Mossoró ou de lá para cá, só no dia seguinte. 

Informações só por carta ou via radio. Não havia telefone, jornal, ou televisão. Com isso, pouco se sabe o que realmente provocou a vinda do mesmo aqui. Passou pouco tempo aqui, mas contribuiu muito para o nosso município. Aqui ele introduziu a plantação e consumo de verduras, principalmente a berinjela. 

Para quem não o conheceu, aqui está uma foto da época e a última carta que ele enviou para D. Maria Romana do Hotel Central, onde ele ficou hospedado durante o período. 

Este material foi gentilmente cedido pela família de D. Maria Romana em 2002 a Antonio Luiz de Oliveira. Houve tentativa da parte de Zé Mário para encontrá-lo nos Estados Unidos mas, sem êxito.

(O texto acima foi copiado e editado do portaldeupanema.com.br. A foto também foi retirada de lá)

NOSSA UPANEMA

Mais um blog

Diferentemente dos outros, este irá publicar fatos de Upanema desde o seu nascimento. Ele também será diferente dos outros porque postarei também fotos da cidade no presente e do passado.

Será um blog voltado para a nossa história geral. Contarei nossa história também através de fotos. Pena é que não consigo ser organizado nesse sentido. Mesmo desorganizado, tentarei, aos poucos, resgatar nossa história.